Sem categoria

Vergonha Alheia

Por uma questão meramente técnica, aqui na minha casa não pegamos o sinal dos canais abertos de televisão. Vamos juntar também o fato de ter duas crianças que, quando assistem TV, já sabem direitinho pra quais canais apontar. Por que falo isso? Bem, pra dizer que eu não sabia. Estou chocada, triste e enojada. Não digo nem que estou revoltada, porque a essa dura pouco e não leva a lugar nenhum.

Agora me arrependo de saber que:

– as pessoas acham que ele era apenas um jovem sem antecedentes e em crise amorosa;

– a polícia permitiu que uma das reféns voltasse para o apartamento e no fim acabasse baleada;

– algumas redes de televisão tiveram contato telefônico com o bandido (no meu tempo quem mantinha reféns e portava uma arma era bandido) e afirmavam que a principal preocupação era o bem estar dele;

– uma pessoa afirme que espera que tudo se resolva e ela case com ele!

A gente vê o pior das pessoas nessas horas e, nesse caso, as “pessoas” podem ser resumidas como “a imprensa”. Vergonha alheia principalmente da equipe da Record que tentou acuar o promotor usando o ridículo discurso de que este é o papel da imprensa. E a Sônia Abrão você me perguntaria? Bem, se houvesse algo parecido com uma licença para ser repórter eu iria participar de um movimento pra cassar a dela.

Se quiserem assistir os vídeos vergonha alheia dessa gente e mais informações pertinentes, visitem Universo: Nós 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *