Sem categoria

O Homem Ideal

Minhas amigas solteiras que estão a procura de um par ideal vivem teorizando e até hoje não encontraram o cara certo, mas esses dias chegaram ao fim.

Pra começar, segundo elas, o cara ideal tem que ter a tal pegada, ser másculo, inteligente, cheiroso e sensível. Também precisa se arrumar bem, mas não pode demorar mais que elas. Ser bonito e ter algum dinheiro é importante, mas isso pode ser trocado por outras qualidades como bom-gosto (nunca abandonarei o hífen) e uma carreira com grandes possibilidades de sucesso.

Clint Eastwood. O homem ideal. Daí ontem assisti Gran Torino e estava ali o ideal das mulheres que ainda não encontraram um homem para chamar de seu. O grande Clint Eastwood. Segundo meu marido, se algum dia houvesse existido a necessidade de Chuck Norris ter um professor, ele seria o Clint. Antes que nós fossemos uma hipótese, ele já fazia sucesso no cinema, era o homem que os molequinhos queriam ser.

E o filme?

Gran Torino é a história de um veterano de guerra, viúvo, extremamente patriótico que se mete na briga entre os vizinhos hmongs e uma gangue. O desenrolar da história é previsível, de amizade entre um velho rabugento e boca-suja e dois adolescentes orientais que representam tudo que ele despreza, ao menos na aparência. A palavra que não queria usar não sai da minha cabeça: é um filme sensível. Se falar mais, rola spoiler.

Minha dica: assistam todos os velhos filmes de caubói do Clint e depois os filmes que ele dirige. Se os rapazes tiverem inteligência aprenderão alguma coisa. Se as moças forem espertas irão começar a ver além das aparências.Gran Torino. O mais novo carro dos meus sonhos.

E para quem não sabe, Gran Torino é um carro. Lindo, antigo e espaçoso.

Não encontrei os créditos das imagens na Wikipédia. Caso sejam suas ou você conheça o autor, favor entrar em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *