Sem categoria

O equipamento perfeito

Eu queria participar da Blogagem Coletiva do Outubro Rosa, mas não sabia nenhuma história sobre câncer de mama. Quer dizer, eu tenho uma tia que tem “algo” no seio. Uma bolsa que tem um líquido dentro. Apesar de fazer exames periódicos, tecnicamente não pode ser chamado de câncer, Graças a Deus.


Daí eu fui procurar no Google e como não poderia deixar de ser a chave era câncer e amamentação. Só que todo mundo sabe que amamentação previne essa doença – menos o Dauzio Varela, mas ele não conta porque sempre faz questão de minimizar os processos femininos. Assunto para outro post.

Mas esse assunto retornou por algo que eu não esperava. Amamentação após o câncer de mama. Pára tudo! Como assim?

Encontrei em um blog americano de amamentação a história de Paula, que aos 26 anos foi diagnosticada com câncer de mama e passou por uma mastectomia unilateral e uma reconstrução. Aos 29 teve uma recorrência do mesmo lado e os médicos consideraram a hipótese de remover seus ovários, mas ela insistiu que não queria tê-los removidos e conseguiram um medicamento que manteve os ovários em stand-by durante 5 anos. Após esse período, com 35 anos ela ficou grávida.

Após o parto uma enfermeira falou para ela: Você tem um ótimo equipamento para a amamentação. Paula amamentou dois filhos, um por 6 meses, outro por 5 meses. E não sofreu nenhum problema que a maioria das mães tem durante a amamentação. Eu fiquei emocionada com a história, emocionada com a força dessa mulher e com a rede de apoio que ela teve com certeza – tanto para vencer o câncer, quanto para engravidar e para amamentar.

E sim, ela amamentou com um seio apenas.

Essa foto abaixo encontrei no blog da Flávia Oliveira e não é a Paula, mas a Anna da Suécia que também amamentou com um seio apenas.

Mais informações sobre a blogagem do Outubro Rosa no LuluzinhaCamp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *